Um grande exemplo acaba de aparecer no mercado de construção e design de interiores. Trata-se da Rivesti, uma marca de pastilhas para revestimento feitas a partir de materiais reciclados, produzidas com uma mistura de PET reciclado (85%) e aditivos minerais reaproveitados (15%), que ainda são 100% recicláveis.

coisa-de-engenheiro-rafael-rivesti
Rafael Sorano segurando placa de pastilhas. Imagem Divulgação

Segundo o fundador da Rivesti e criador da pastilha, Rafael Sorano, foram necessários 3 anos de pesquisa e investimentos de 5,5 milhões para criar o produto com o apoio da empresa alemã Merck e da norte-americana Momentive, e o mais importante: trata-se de uma inovação 100% brasileira, com patente requerida em diversos países.

E como estamos falando de uma empresa que tem como pilar principal a sustentabilidade, outros aspectos foram pensados, como o baixo consumo de energia elétrica, a não emissão de poluentes e a não geração de resíduos. Por conta das pastilhas serem até 66% mais leves que as convencionais, a emissão de poluentes durante o transporte também é reduzida.

Como se não bastasse toda a preocupação ambiental, o produto ainda é altamente inovador e prático, por conta de um encaixe embutido nas placas que facilita o alinhamento do material, e o melhor: diminui em até 6 vezes o tempo convencional.

Pra exemplificar, os responsáveis fizeram um pequeno vídeo:

Ou seja, a empresa é pioneira no mundo neste tipo de produto, que é totalmente alinhado com questões sócio-ambientais e ainda possui inovações em design que o tornam atrativo o suficiente para tornar-se um grande sucesso de mercado. Alguém tem dúvida?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here