O engenheiro norte-americano Chris Baglieri não tem vergonha de dizer que seu currículo é um compilado de mentiras.

Chris Baglieri: engenheiro da Filadélfia escreveu um post em seu blog intitulado "Meu currículo é ficção"
Chris Baglieri: engenheiro da Filadélfia escreveu um post em seu blog intitulado “Meu currículo é ficção”

Em seu blog pessoal, ele confessa: “No início de cada ano, atualizo meu currículo com falsidades. Eu minto, intencional e corajosamente: proficiente em X; lançou Y; conduziu um time e realizou Z com sucesso. Eu o moldo à perfeição”.

Apesar das aparências, o post de Baglieri não é um “bilhete de suicídio” profissional. Na verdade, tudo não passa de um método encontrado pelo engenheiro para se motivar e planejar o crescimento de sua carreira.

Sua ideia é simples: com seu próprio currículo “perfeito” em mãos, ele começa a pensar no que precisa fazer no ano que acabou de começar para transformar as façanhas fictícias ali descritas em realidade – uma espécie de resolução de ano novo mais elaborada do que o normal.

“Estou convencido que este é o melhor conselho de carreira que eu tenho (…) Elabore seu currículo da forma como você quer que ele seja, e então descubra como você vai transformar aquela peça de ficção numa peça de não-ficção ao longo do ano”, escreve ele no blog.

O CV de mentirinha, na verdade, serve apenas para o exercício. Quando alguém pede o documento a ele, recebe uma cópia sem as invenções.

Baglieri é formado em engenharia elétrica e trabalha numa startup da Filadélfia, nos Estados Unidos.

Fonte: [EXAME]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here