O The Edge, sede da consultora Deloitte, em Amesterdã obteve uma classificação BREEAM de 98.36%, a mais alta alguma vez conseguida por um edifício de escritórios. Projetado pelo gabinete PLP, o edifício bate o recorde alcançado pelo One Angel Square de Manchester, declarado em 2013 o edifício mais ambiental do mundo com um índice BREEAM de 95% e do One Embankment Place, em Londres, com 96.31% em 2014.
O BREEAM é a sigla para Building Research Establishment Environmental Assessment Method [Método de Avaliação Ambiental do Estabelecimento de Pesquisa do Edifício]. É uma das melhores metodologias de avaliação e rating ambiental de edifícios, já tendo avaliado cerca de 250 mil edifícios.
O BREEAM certifica o projeto, construção e operação dos edifícios, promovendo o uso de materiais, técnicas construtivas e tecnologias com reduzido impacto ambiental e elevada eficiência energética.

A tecnologia de iluminação LED alimentada através da rede Ethernet e o sistema de controle ambiental inteligente, permitem que os ocupantes controlem a intensidade da luz e regulem as características climáticas interiores utilizando os seus smartphones. O novo Edifício Mais Sustentável do Mundo tem uma vasta área interior, de cerca de 40 mil metros quadrados e uma geometria e orientação que promovem o seu desempenho ambiental excepcional.
O edifício tem também uma pegada ecológica nula, conseguida em grande parte pela instalação de painéis fotovoltaicos ao longo de todas as superfícies opacas das fachadas e cobertura.

edificio-mais-sustentavel-mundo-01 edificio-mais-sustentavel-mundo-04 edificio-mais-sustentavel-mundo-05 edificio-mais-sustentavel-mundo-07

Fonte [VIA]

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPontes que desafiam a engenharia
Próximo artigoCobertura Solar
Fundador, editor do CDE, estudante de Engenharia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here