Em tempos de evidentes consequências da extensa transformação humana no planeta Terra é necessária a procura por métodos alternativos e menos nocivos de ações que se tornaram indispensáveis para a nossa existência, como por exemplo a produção de energia. Muito é discutido sobre esse assunto, mas uma significativa parte das alternativas não é viável para pequenas companhias nem para densas áreas urbanas, tendo em vista esta carência de tecnologia prática e com baixos custos é que a startup britânica Solar Cloth Company desenvolveu um inovador projeto de painéis fotovoltaicos coletores de energia solar mais eficientes, baratos e simples que podem ser instalados em diversos lugares devido à sua relativa flexibilidade, em comparação com os painéis convencionais.

Segundo o CEO da empresa, Perry Carroll, a diferença nessas estruturas esta no material CIGS (copper indium gallium diselenide) utilizado, que possui uma taxa de eficiência na conversão de energia maior, alem de ser mais leve, fino e flexível, possibilitando a instalação destas em tetos de edifícios e ate mesmo como toldo de estacionamentos, o que não é possível com os painéis fotovoltaicos de vidro, ja que estes segundos são bem mais pesados e, consequentemente, não são suportados por qualquer estrutura. Esta tecnologia também impressiona devido ao seu rápido retorno financeiro, de 1 a 2 anos, que é metade do tempo requisitado para os paneis mais comuns. Essas características diferenciadas deste projeto permitem não só que ele seja adotado por empresas menores e residências devido ao rendimento, mas também pela sua pratica instalação sobre a maioria das superfícies. Alem disso, Solar Cloth Company não deixa a desejar a respeito da sustentabilidade na fabricação das placas, ja que estas são feitas com um centésimo de material semicondutor utilizado nas células de silicone.8170510-large

Os números comprovam a eficiência e seriedade do produto: se a maioria do espaço no topo dos edifícios comerciais e dos estacionamentos disponíveis da Grã-Bretanha fossem ocupados por estes captadores, a energia gerada seria capaz de suprir o triplo da consumida hoje nesta região. Todos esses pontos garantiram a companhia diversas premiações pelo seu caráter inovador e sustentável, como o “RBS Innovation Gateway” e o “Solar UK Industry Awards 2014″. Os empreendedores procuram ainda expandir o projeto, como anunciado pelo fundador da companhia, Christopher Jackson: “No momento, estamos fechando negócios envolvendo 27.000 estacionamentos com os principais varejistas do Reino Unido e 15 autoridades locais”, o que possibilitaria a instalação das estruturas em lugares como aeroportos. Jackson disse ainda que estão planejando para 2015 instalações captadoras de energia solar integradas a edifícios de um dos maiores varejistas ingleses.

2047718_te_solar_cloth2

Fonte: [VIA]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here